Home > DESTAQUES > Principal aliado de Jorge Alexandre, ex-prefeito Paulo Santana é condenado por improbidade administrativa

Principal aliado de Jorge Alexandre, ex-prefeito Paulo Santana é condenado por improbidade administrativa

O Ministério Público Federal em Pernambuco (MPF/PE) obteve, na Justiça Federal, a condenação do ex-prefeito de Camaragibe, Paulo Santana, por improbidade administrativa.

Ele não cumpriu convênio firmado com a Fundação Nacional de Saúde (Funasa), em 1998, que tinha por objetivo a adoção de medidas para combate à esquistossomose. O responsável pela ação é o procurador da República Antonio Carlos Barreto Campello.

A verba federal repassada ao município, no valor de R$ 123 mil, deveria ter sido aplicada em seleção e treinamento de agentes de saúde, melhorias sanitárias domiciliares, coleta de material para diagnóstico e tratamento de pacientes, dentre outras medidas.

De acordo com relatórios de fiscalização do Ministério da Saúde e da Caixa Econômica Federal, analisados pelo procurador da República, o ex-prefeito não cumpriu o estabelecido no convênio e não prestou contas da destinação dada ao dinheiro. Para o MPF, o ex-gestor do município agiu dolosamente, violando a moralidade administrativa.

Penas Atendendo pedido do MPF, a Justiça condenou Paulo Roberto de Santana a ressarcir aos cofres públicos o montante de R$ 552 mil (valor atualizado), bem como a pagar multa equivalente a três vezes o valor da remuneração que recebia à frente da prefeitura.

A sentença estabeleceu ainda as penas de suspensão dos direitos políticos, por três anos, além da proibição de contratar com o Poder Público, por igual período.

Nº do processo: 2009.83.00.017405-4 6ª Vara Federal em Pernambuco

Fonte: Assessoria de Comunicação Social

Procuradoria da República em Pernambuco

 

Por Blog Ponto de Vista.

Sobre Wagner Oleiro

Radialista desde 93 trabalhou nas principais AMs e FMs do Recife. Começou na carreira logo cedo acompanhando seu pai Cláudio Monfrin que também é radialista (aposentado) nos programas que apresentava. Mas foi como sonoplasta que Wagner Oleiro começou sua carreira aos 16 anos de idade e foi com 19 anos que ele se profissionalisou como radialista na função de locutor, apresentador e animador. Em 2013 ele avança na comunicação indo trabalhar como repórter num canal de televisão no Mato Grosso. Atualmente Wagner Oleiro apresenta uma programação jornalistica nas manhãs da Rádio MAIS FM 104,7 e exerce a função de jornalista nesse portal.

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.
x

Veja Também

Pelé, 80 anos: em Pernambuco, Rei do Futebol fez história dentro e fora das quatro linha

“É um gênio indubitável! Pelé podia virar-se para Michelangelo, Homero ou Dante e cumprimentá-los com íntima efusão: ‘Como vai, colega?’”, ...

Pular para a barra de ferramentas