Home > Geral > Mesa da Câmara encaminha à Corregedoria caso de Flordelis

Mesa da Câmara encaminha à Corregedoria caso de Flordelis

A Mesa Diretora da Câmara dos Deputados deliberou, nesta terça-feira (1º), enviar à Corregedoria o processo de cassação do mandato da deputada federal Flordelis (PSD-RJ), denunciada como mandante do assassinato do ex-marido. Os documentos serão analisados pelo corregedor, deputado federal Paulo Bengtson (PTB-PA), que deve enviar o relatório na próxima semana. Em seguida, remete o parecer à Mesa Diretora que, se julgar procedente, encaminha para análise do Conselho de Ética. Depois, o caso deve ser apreciado por todos os 513 deputados. As atividades do Conselho de Ética, contudo, estão paralisadas em decorrência da pandemia do novo coronavirus.  A Mesa liberou,…

Visão geral da revisão

Resumo: Grupo também liberou um projeto de resolução que visa reativar o Conselho de Ética para, em breve, analisar a situação da deputada federal.

A Mesa Diretora da Câmara dos Deputados deliberou, nesta terça-feira (1º), enviar à Corregedoria o processo de cassação do mandato da deputada federal Flordelis (PSD-RJ), denunciada como mandante do assassinato do ex-marido.

Os documentos serão analisados pelo corregedor, deputado federal Paulo Bengtson (PTB-PA), que deve enviar o relatório na próxima semana. Em seguida, remete o parecer à Mesa Diretora que, se julgar procedente, encaminha para análise do Conselho de Ética. Depois, o caso deve ser apreciado por todos os 513 deputados.

As atividades do Conselho de Ética, contudo, estão paralisadas em decorrência da pandemia do novo coronavirus.  A Mesa liberou, portanto, um projeto de resolução que visa reativar o grupo para, em breve, analisar o caso Flordelis.

De acordo com o corregedor, o Ministério Público do Rio de Janeiro e as delegacias de homicídios de São Gonçalo, Niterói e Itaboraí não enviaram, ainda, os documentos para a Câmara.

A parlamentar, do Rio de Janeiro, foi denunciada pelo MP no dia 24 por  suspeita de ser a mandante do assassinato de seu ex-marido, o pastor Anderson do Carmo. Flordelis foi acusada pela Promotoria de homicídio triplamente qualificado, tentativa de homicídio, associação criminosa, uso de documento falso e falsidade ideológica. A suspeita nega todas as acusações.

FONTE: R7.

 

Sobre Wagner Oleiro

Radialista desde 93 trabalhou nas principais AMs e FMs do Recife. Começou na carreira logo cedo acompanhando seu pai Cláudio Monfrin que também é radialista (aposentado) nos programas que apresentava. Mas foi como sonoplasta que Wagner Oleiro começou sua carreira aos 16 anos de idade e foi com 19 anos que ele se profissionalisou como radialista na função de locutor, apresentador e animador. Em 2013 ele avança na comunicação indo trabalhar como repórter num canal de televisão no Mato Grosso. Atualmente Wagner Oleiro apresenta uma programação jornalistica nas manhãs da Rádio MAIS FM 104,7 e exerce a função de jornalista nesse portal.

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.
x

Veja Também

Rejeição ao governo Bolsonaro cai ao menor nível desde abril de 2019

A reprovação ao governo de Jair Bolsonaro recuou agora em outubro de 2020 ao menor nível desde abril de 2019, ...

Pular para a barra de ferramentas