Home > Esportes > Em jogo com estreia de camisa antirracista, Náutico empata com Chapecoense, nos Aflitos

Em jogo com estreia de camisa antirracista, Náutico empata com Chapecoense, nos Aflitos

A partida da sexta-feira foi cheia de ineditismos para o Náutico. Pela primeira vez em seus 118 anos de história, o Timbu usou uma camisa preta em um jogo oficial. O uniforme faz parte de uma ação contra o racismo que foi lançada pelo clube. Além disso, os alvirrubros enfrentaram a Chapecoense pela primeira vez em sua história e empataram em 1 a 1, deixando a vitória escapar, após abrir vantagem com gol de Kieza, que retornou após mais de um mês fora de combate.

Com o resultado, o Náutico chegou aos 14 pontos em 10 jogos disputados e agora ocupa a 9ª posição na Série B. Já a Chapecoense alcançou os 17 ocupa o 3º lugar com apenas oito partidas realizadas. O próximo compromisso do Timbu é no dia 29 de setembro diante do Cuiabá, pela 12ª rodada, pois o embate diante do Sampaio Corrêa foi adiado por causa das finais do Campeonato Maranhense.

O jogo

O pontapé inicial da partida contra a Chapecoense marcou a história do Náutico. Utilizando novo uniforme em alusão à luta contra o racismo, o Timbu, pela primeira vez, usou uma camisa preta pela primeira vez em sua história. Se a indumentária era nova, a postura do time em campo foi dentro do padrão do que se tem visto desde a chegada do técnico Gilson Kleina.
Apesar de ter menos posse de bola, o time catarinense foi mais efetivo em chances de abrir o placar na primeira etapa. O Alvirrubro chegou majoritariamente à grande área de João Ricardo apenas em bolas alçadas por Jean Carlos em cobranças de faltas. No último lance do primeiro tempo, após boa jogada trabalhada, Jhonnatan desperdiçou a melhor chance do gol batendo por cima da meta.

Segundo tempo

Para a segunda etapa, o Náutico retornou com a sua camisa branca, em homenagem aos profissionais de saúde que lutam contra o coronavírus. Aos 11 minutos, o Náutico ganhou uma dor de cabeça pensando na próxima partida, quando o meia Jean Carlos, destaque alvirrubro em 2020, tomou o terceiro cartão amarelo na Série B.
Cinco minutos depois, o técnico do Timbu colocou o time mais à frente com duas modificações. Kleina sacou Paiva e Jorge Henrique para as entradas de Dadá Belmonte e Kieza, que retornou à equipe após mais de um mês fora. As mudanças deram certo e o Náutico passou a fazer uma blitz na área da Chapecoense.
Aos 34, o Timbu conseguiu abrir o placar com jogadores acionados por Kleina na segunda etapa. Após boa jogada pela direita, Thiago lançou para a grande área e encontrou Kieza, sozinho, o camisa 9 cabeceou tirando do goleiro João Ricardo e estufou após quase dois meses sem marcar. Com o resultado a seu favor, o Náutico tentou controlar a partida, mas aos 48 minutos viu a vitória escapar com gol de Busanello.
FONTE: Diário de Pernambuco.

Sobre Oleirojornalista

Radialista desde 93 trabalhou nas principais AMs e FMs do Recife. Começou na carreira logo cedo acompanhando seu pai Cláudio Monfrin que também é radialista (aposentado) nos programas que apresentava. Mas foi como sonoplasta que Wagner Oleiro começou sua carreira aos 16 anos de idade e foi com 19 anos que ele se profissionalisou como radialista na função de locutor, apresentador e animador. Em 2013 ele avança na comunicação indo trabalhar como repórter num canal de televisão no Mato Grosso. Atualmente Wagner Oleiro apresenta uma programação jornalistica nas manhãs da Rádio MAIS FM 104,7 e exerce a função de jornalista nesse portal.

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.
x

Veja Também

Flamengo vira, bate Goiás e alcança o Atlético-MG na ponta

O Flamengo sofreu, mas venceu mais uma. Com um gol de Pedro já nos acréscimos do segundo tempo, o Rubro-Negro ...

Pular para a barra de ferramentas