Home > Internacional > Líbano: passa de 100 o número de mortos em explosão

Líbano: passa de 100 o número de mortos em explosão

O governo do Líbano e a Cruz Vermelha informaram nesta quarta-feira (5) que as explosões na zona portuária de Beirute causaram mais de 100 mortes e que quatro mil pessoas ficaram feridas.

Em discurso, o primeiro-ministro libanês Hasan Diab pediu a todos os países e amigos do Líbano que ajudem o país com a devastação causada pela explosão que Beirute sofreu ontem e afirmou que os libaneses estão “lidando com uma verdadeira catástrofe”, que além de ter destruído o porto, deixou ruas, prédios e praças arruinadas por toda a cidade.

Os hospitais em Beirute, alguns fortemente danificados pela explosão, estão superlotados, também com pacientes infectados pelo novo coronavírus, portanto as autoridades de saúde não podem cuidar de todas as vítimas que chegaram após a explosão.

Toneladas de nitrato de amônio causaram explosão.

O produto químico é comumente utilizado na fabricação de fertilizantes e inseticidas.

O presidente do país, Michel Aoun, classificou de “inaceitável” que 2.750 toneladas de nitrato de amônio estivesse no porto há 6 anos, a caminho da África, sem as medidas de segurança necessárias, já que o material é altamente explosivo. Ele afirmou que os responsáveis pelo material vão enfrentar punições severas.

Crise econômica

O país atravessa uma das piores crises econômicas e a megaexplosão poderá tornar a vida ainda mais difícil na capital do Líbano. Ainda não é possível saber, mas o impacto econômico será relevante, já que muitos comércios foram afetados, o que pode aumentar o número de desempregados.

Somado a este novo cenário, os libaneses estão sofrendo com a hiperinflação, desvalorização da moeda local e uma massa de desempregados. Beirute também vem sendo atingida por apagões e racionamento de energia elétrica.

Fortes explosões foram registradas nos arredores de um porto em Beirut, no Líbano. Em um primeiro momento foi registrado um foco de incêndio com uma enorme coluna de fumaça, onde é possível ver fogos de artifício explodindo, em seguida uma explosão muito maior foi registrada por vários moradores usando celulares.

Veja as fotos da explosão:

FONTE: R7

Sobre Wagner Oleiro

Radialista desde 93 trabalhou nas principais AMs e FMs do Recife. Começou na carreira logo cedo acompanhando seu pai Cláudio Monfrin que também é radialista (aposentado) nos programas que apresentava. Mas foi como sonoplasta que Wagner Oleiro começou sua carreira aos 16 anos de idade e foi com 19 anos que ele se profissionalisou como radialista na função de locutor, apresentador e animador. Em 2013 ele avança na comunicação indo trabalhar como repórter num canal de televisão no Mato Grosso. Atualmente Wagner Oleiro apresenta uma programação jornalistica nas manhãs da Rádio MAIS FM 104,7 e exerce a função de jornalista nesse portal.

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.
x

Veja Também

A batalha na Flórida: os 3 grupos que podem decidir se Trump ganhará novo mandato nos EUA

Poucos observadores da política americana ficariam surpresos em saber que, segundo pesquisas de opinião recentes, a Flórida é um dos ...